Editora LetraSelvagem

Editora e Livraria Letra Selvagem

Literaura Brasileira

Os melhores escritores do Brasil

Ricardo Guilherme Dicke

Romance, Poesia, Ficção

Deus de Caim

Olga Savary

Nicodemos Sena

Edivaldo de Jesus Teixeira

Marcelo Ariel

Tratado dos Anjos Afogados

LetraSelvagem Letra Selvagem

Santana Pereira

Sant´Ana Pereira

Romance

Nicodemos Sena

Invenção de Onira

A Mulher, o Homem e o Cão

A Noite é dos Pássaros

Anima Animalista - Voz de Bichos Brasileiros

A Espera do Nunca mIas (uma saga amazônica)

O Homem Deserto Sob o Sol

Romancista

Literatura Amazonense

Literatura de Qualidade

Associação Cultural Letra Selvagem

youtube
Destaque Cadastre-se e receba por e-mail (Newsletter) as novidades, lançamentos e eventos da LetraSelvagem.

Obras Selvagens

Fonte maior
Fonte menor
Futebol de cego
Página publicada em: 11/08/2023
Rogério Skylab / Peço: R$49,00 (88 pág.)
R$ 49,00
Comprar agora
O clima do novo livro de poesia do compositor-cantor Rogério Skylab é de despedida e celebração. Nota-se, ao longo dos mais de 70 poemas, trocas abruptas de tom: do cômico, por mais que o músico e poeta carioca afirme não ser dado ao humor, à constatação mais seca de que a vida acabou para ele – em “The dead”, por exemplo, no qual se lê: “Lutei, desisti, abandonei, duvidei, esqueci, me encontrei:/ não sou ninguém/ e não tenho escolha”. (Continue...)
Imagem
Esse tipo de constatação algo fatalista divide espaço com versos como o de “Uma bofinho”, que trata de um assunto com os qual os seguidores do autor estão acostumados: “Eu quero uma bofinho/ cuja dubiedade provoque pânico/ e vista de longe pareça homem.// Uma bofinho que me traia/ e me roube de vez em quando.// Pra quem lave, passe e cozinhe./ E, além disso, me coma”. Parece haver, mais do que em qualquer outro trabalho de Skylab, a presença recorrente de pares de opostos. É difícil não pensar no conceito de Camp, elaborado pela norte-americana Susan Sontag (1933-2004), que trata da dubiedade como uma forma estética de encarar o mundo. No novo livro de Skylab, nota-se com clareza essas reviravoltas no conteúdo e há, também, uma maior flexibilidade na forma. É o contrário do que foi praticado em Debaixo das Rodas de um Automóvel, no qual havia predominância do antissoneto – o que, por si só, já é uma forma de subversão. Rogério Skylab, músico e escritor, é, ao mesmo tempo, um fenômeno que se projeta para um futuro a ser decifrado pelas novas gerações de leitores, como também uma realidade para os leitores da atual geração, que com ele se conectam de forma espantosa e visceral.

Faça seu comentário, dê sua opnião!

Imprimir
Voltar
Página Inicial

Autores Selvagens

Autor

» Franklin Martins

Franklin de Sousa Martins (Vitória, 10 de agosto de 1948) é um jornalista político brasileiro. Foi ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) do Brasil durante o segundo mandato presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva até dezembro de 2010. Seu percurso de vida, verdadeiro périplo do herói de inúmeras batalhas, o credenciou a ser o autor desse estupendo e de certa forma inesperado "Quem foi que inventou o Brasil?", que a Letra Selvagem teve a honra de coeditar com a Kotter Editorial. Saiba mais sobre Franklin Martins...

Colunas e textos Selvagens

© 2008 - 2021 - Editora e Livraria Letra Selvagem - Todos os Direitos Reservados.