Editora LetraSelvagem

Editora e Livraria Letra Selvagem

Literaura Brasileira

Os melhores escritores do Brasil

Ricardo Guilherme Dicke

Romance, Poesia, Ficção

Deus de Caim

Olga Savary

Nicodemos Sena

Edivaldo de Jesus Teixeira

Marcelo Ariel

Tratado dos Anjos Afogados

LetraSelvagem Letra Selvagem

Santana Pereira

Sant´Ana Pereira

Romance

Nicodemos Sena

Invenção de Onira

A Mulher, o Homem e o Cão

A Noite é dos Pássaros

Anima Animalista - Voz de Bichos Brasileiros

A Espera do Nunca mIas (uma saga amazônica)

O Homem Deserto Sob o Sol

Romancista

Literatura Amazonense

Literatura de Qualidade

Associação Cultural Letra Selvagem

youtube
Destaque Cadastre-se e receba por e-mail (Newsletter) as novidades, lançamentos e eventos da LetraSelvagem.

Críticas

Fonte maior
Fonte menor
Os Vira-Latas da Madrugada
Página publicada em: 15/07/2016
Nelson de Oliveira
Reportagem e ficção a serviço da boa literatura e da verdade histórica, romance de Adelto Gonçalves relançado pela LetraSelvagem aparece no Guia Folha (encarte do jornal “Folha de S. Paulo” de 26 de março de 2016), sob o arguto olhar do crítico Nelson de Oliveira. Confira a seguir.
Volta às livrarias um ótimo espécime do neorrealismo paulista, que andava desaparecido havia mais de 30 anos. O romance de Adelto Gonçalves recupera, no plano da ficção que também é reportagem, a rotina de operários, marinheiros, prostitutas, vagabundos e outros párias sociais, na atmosfera sombria e triste do cais de Santos.
 
Lançado em 1981, Os Vira-Latas da Madrugada é um pungente manifesto sociológico e político, que mescla investigação e ficção. Um narrador memorialista relembra personagens e conflitos da zona portuária santista, sob as mais diversas ditaduras da mente e do corpo. A simpatia pelos espoliados é genuína, oceânica.
 
A nova edição traz finalmente o prefácio de Marcos Faerman, que causou uma saia justa na época do lançamento, por ironizar os vitoriosos de 64. Para não sofrer uma represália por parte do governo militar, a editora José Olympio, sob intervenção, recolheu os exemplares, cortou fora o texto sacrílego e o romance foi distribuído sem o prefácio.
 
__________________
*Nelson de Oliveira é escritor e crítico literário, doutor em Letras pela Universidade de São Paulo; autor, entre outros, de Poeira: demônios & maldições (2010)

Faça seu comentário, dê sua opnião!

Imprimir
Voltar
Página Inicial

Autores Selvagens

Autor

» João Batista de Andrade

Nasceu na cidade mineira de Ituiutaba, em 1939, e vivenciou complexos momentos da recente história do Brasil, como o período da Ditadura Militar (1964-1985). Premiado e aclamado como cineasta, sempre alimentou entranhada relação com a literatura, que se manifesta em sua filmografia, quer na urdidura dos roteiros, quer na transposição para as telas de obras literárias, como os romances "Doramundo" (Geraldo Ferraz), "Veias e Vinhos" (Miguel Jorge) e "O Tronco" (Bernardo Élis). Enquanto colhe louros como cineasta, vai publicando os seus livros, sete até este momento (o último intitula-se "Confinados: memórias de um tempo sem saídas").

Colunas e textos Selvagens

© 2008 - 2021 - Editora e Livraria Letra Selvagem - Todos os Direitos Reservados.